Vergonha…

Sinceramente, não queria escrever sobre o mesmo tema em dois artigos seguidos, mas a Ferrari me obrigou a isso. Quem assistiu ao Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1 (ou acompanhou as notícias esportivas) já sabe do que se trata. Vergonha é o que sinto. Já que a Ferrari não tem vergonha na cara, eu sinto vergonha deles.

Quando vi aquilo, fiquei com vontade de xingar muito no tuíter.
Se eu quisesse ver palhaçada, iria num circo.
A Red Bull Racing e a McLaren, por exemplo, já tiveram seus pilotos em primeiro e segundo lugares e não deram ordens para trocarem de posição ou coisa do gênero, inclusive Vettel e Webber (ambos da Red Bull Racing) se tocaram brigando pela liderança, o que mostra claramente que a equipe possui bom senso esportivo e, diferentemente da Ferrari, não se escora em alterações de resultados.

E para você, Fernando Alsonso, tenho a dizer o seguinte: você é ridículo! Sim, porque um piloto que não consegue ultrapassar na pista e depende de ordens de equipe para fazê-lo não merece nem um pouquinho do meu respeito. Não é de hoje que Alonso não me desce. Desde há muito, ele se mostra um “companheiro” de equipe que ninguém quer ter, talvez seja porque companheirismo e cooperação não façam parte de seu dicionário, ou melhor, fazem somente quando lhe convém. Acho que ele é um tipo de Schumacher da vida: sujão e antiesportivo. Ambos são maquiavélicos: a vitória a qualquer custo.

Lembremos da marmelada do GP de Cingapura em 2008, em que Nelsinho Piquet bateu sua Renault deliberadamente com a intenção de trazer o carro de segurança e garantir a vitória do espanhol.

A saber, a Ferrari foi multada em 178 mil reais (na verdade, 100 mil dólares) pelo jogo de equipe e irá a tribunal, sendo que pode ser desclassificada do GP da Alemanha. Particularmente, acho até que é pouco, pois se trata de reincidência: em 2002, na Áustria, Barrichello deixou Schumacher passar para vencer o GP por ordem de equipe.

Aliás, como não há muito a fazer, podemos dar umas risadas com uma charge sobre o assunto.

Tags: , , ,

2 Responses to “Vergonha…”

  1. Alexandre Says:

    Olá, amigo! Mais um excelente texto! Realmente você está se tornando um ótimo escritor! Bem, comentando o artigo, não vi a corrida, mas soube da repercussão do ocorrido, algo realmente lamentável e ridículo. Agora, o que achei injusto (além da postura da Scuderia Ferrari, claro) foi a capa que em que a revista IstoÉ colocou a foto de um Felipe Massa cabisbaixo, com o dizer “Tudo por dinheiro” e, mais abaixo, um comentário de que o referido fato abala o moral nacional… Isso apenas quer reforçar a ideia de que o moral nacional está atrelado a conquistas esportivas, enquanto o resto fica sempre em segundo plano. Ignorou também a revista o fato de que o piloto obriga-se por contrato a acatar as ordens da equipe, sabe-se lá sob quais riscos caso não o faça. Com isso não poupo a principal “culpada”: a Ferrari, que se esqueceu do verdadeiro sentido do esporte, submetendo-o antes a questões financeiras. Duro é ver tal situação repetir-se na mesma equipe e novamente conosco, brasileiros. Pelo menos não obtivemos a vitória por meio tão vergonhoso.

    Abraços!

    • slackhideo Says:

      Que isso, seu comentário está muito mais bem escrito que meu pobre texto.
      Mas agradeço muito! Concordo também com seu comentário. Embora quem executou o “trabalho sujo” tenha sido Felipe Massa, não se pode, de forma alguma, colocar toda a culpa nele.
      Mas é muito triste que isso aconteça novamente conosco brasileiros.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: